10 de Julho, Manhã de Domingo, Vila do Conde

Local habitual de afluência em massa dos aficionados das duas rodas, o forte de S. João em Vila do Conde, este Domingo partilhou o espaço com alguns modelos BMW oriundos da divisão Motorsport. Espaço esse reservado pelo BMW M Clube Portugal com o intuito de realizar o Encontro Informal de 10 de Julho da zona norte do país.

A //M, conhecida pelos desportivos fabricados com base nos carros familiares da marca bávara, dispõe neste momento de 10 carros na sua gama com preços que variam entre os 70.000 euros (M2 Coupé) aos mais de 178.000 euros pelo potente e exclusivo M4 GTS, a estrela deste evento.
500 cavalos, 600Nm de binário, e apenas 700 unidades, são os números do mais rápido BMW de sempre, e certamente um dos carros mais agressivos à venda neste momento.

Esta unidade em específico, que conta com o Pack Clubsport, faz uso de duas backets em carbono em conjunto com os cintos Schroth de 6 pontos que mostram claramente que o M4 GTS não é mais um desportivo, e prova disso são os 7 minutos e 28 segundos em que conseguiu completar uma volta no circuito de Nürburgring Norschleife. Para isso também contribuiu a roll bar (colocada no local dos bancos traseiros), o chassis todo refeito para conferir maior rigidez, spoiler frontal e asa traseira ajustáveis, travões em composto carbocerâmico e suspensão M com vários ajustes. O motor foi todo revisto e estreia um sistema de injecção de água para arrefecer os canais de admissão, tornando o ar mais frio, por consequência mais denso, produzindo assim mais cavalos minimizando o risco de danificar o motor. Para além deste, até ao momento foram registados mais dois M4 GTS em Portugal.

O M Coupé também registou presença, um dos carros mais emblemáticos da marca, a frente comprida e a traseira em formato hatchback fazem desta silhueta uma das mais marcantes do mundo automóvel.

O M3, o modelo M mais vendido de sempre, teve o seu início na carroçaria E30, com o intuito de homologar o modelo de competição, este é um dos modelos mais desejados da marca da hélice, tendo nos últimos anos visto o seu preço aumentar exponencialmente.

Em 1992, a BMW apresentava o novo M3 E36. Com um conceito completamente diferente do E30, este era um desportivo feito para as massas e tinha como objectivo vender muito. E vendeu. Tinha como pontos fortes o seis cilindros, a facilidade de condução e o conforto a bordo. Foi a mudança mais drástica entre gerações M3, e a disparidade de valores a que estes carros se transaccionam actualmente refletem isso mesmo. Felizmente o E36 não é um mau carro, bem pelo contrário, e é neste momento a forma mais barata de entrar no mundo M.

E36M3Algumas modificações de bom gosto presentes, sem desvirtuar o carro, como gostamos aqui na redacção Bonestock. Consola central em carbono, símbolos e puxadores Motorsport, travões D2 de 8 êmbolos e mais algumas coisas que estarão escondidas.

De geração em geração chegamos ao E46, um dos desportivos mais queridos da comunidade entusiasta automóvel e não é preciso muito para perceber o porquê, pois possui um 3200cc a debitar 343 cavalos. Também este contava com uns travões de 8 pistões na frente, fazendo adivinhar, de igual forma, alguns cavalos a mais debaixo do capot.

M3E46Um M4 F82 numa cor peculiar, que certamente se destaca do restante parque automóvel com os apontamentos em carbono e símbolos negros a frisar a agressividade patente nesta unidade.

O recentemente registado M6, equipado com o Competition Package, roubou alguns disparos a quem se fazia passear por esta manhã solarenga junto à foz do Rio Ave.

O V10 BMW será certamente uma referência no capítulo dos melhores sons provenientes de um motor de combustão interna. O único M5 equipado com um motor com mais de 8 cilindros que, com a tendência actual para baixar o tamanho dos motores, irá, muito provavelmente, continuar com esse estatuto.

M5

Conteúdo Bónus

M4 GTS de saída (som)

Bonestock